Melhores coisas para vender

Melhores coisas para vender

por -
0 1259

Está pensando em colocar algumas coisas para vender? Quer saber o que mais vende? Nós te ajudamos, separamos ótimas dicas para você ganhar dinheiro

Que tal fazer dinheiro colocando coisas para vender, objetos e itens do seu dia a dia ou ainda o que faz de melhor? O lucro é garantido, desde que você saiba como fazer e tenha muita força de vontade!

Portanto, se você está pensando em ganhar dinheiro, abrir seu próprio negócio ou simplesmente ter uma segunda renda, o pequeno comércio é ótimo para você e pode promover grandes melhorias em sua vida financeira.

Mas, quais são as melhores coisas para vender? Nós te explicamos.

Venda ou revenda

Para começar tenha em mente que existem dois tipos de comércio: a venda e a revenda.

Melhores coisas para vender

A venda é a primeira comercialização feita do produto. É realizada logo após o final do processo de criação ou processo produtivo e é destinado ao comprador primário.

Você mesmo pode fazer isso em casa: que tal usar seu talento manual e desenvolver peças de artesanato, calçados, roupas, caixas decoradas, bibelôs, convites, tricô, crochê ou o que você sabe de melhor?

Se você preferir, a revenda de produtos também pode ser lucrativa.

Destacam-se produtos básicos – que podem ser vendidos em uma loja ou de porta em porta ou a venda de produtos de catálogos, como maquiagens, perfumes, calçados, roupas, utensílios domésticos, etc.

A revenda pode ser lucrativa, especialmente como forma de renda extra, pois cabe ao empreendedor apenas a venda do produto, solicitação do mesmo junto ao fabricante e, por fim, o repasse do valor final e o lucro.

Escolhendo as coisas para vender

Para escolher o que você quer vender é necessário decidir o que você gosta e o que te dá prazer de trabalhar. É preciso também escolher entre a venda e a revenda, como já falamos.

As mais lucrativas coisas para vender são:

• Alimentos e bebidas (produção própria e revenda);
• Vestuários e calçados (revenda);
• Cosméticos, perfumes e maquiagens (revenda – pode ser franqueado);
• Objetos de decoração como caixas de presente, bibelôs, toalhas de crochê, “caminhos de mesa”, guardanapos decorados (produção própria).

A longo prazo, com o desenvolvimento do projeto e maior capital pode-se considerar investimento em venda e revenda de bens maiores e mais caros como móveis e automóveis, que costumam ter pouca desvalorização no mercado.

Posts Relacionados

Sem Comentários

Deixar uma resposta