Cebola. Benefícios e dicas.

"A cebola além de ser um ótimo tempero ou acompanhamento nas saladas ainda ajuda na prevenção contra câncer, pressão arterial e muitas outras;"


cebola

A cebola além de ser um ótimo tempero ou acompanhamento nas saladas ainda ajuda na prevenção contra várias doenças.

A cebola é um divisor de águas quando adicionada às saladas. Os que gostam comem até crua, os que não gosta, não podem nem sentir o cheiro. Mas hortaliça que é a causa do choro de muitos cozinheiros de plantão também vem sendo visto com bons olhos por aqueles que procuram melhorar a saúde e viver bem. Acontece que estudos comprovam vários benefícios à saúde desde a prevenção do câncer até o auxílio na redução do colesterol.

Benefícios

  • Contra o câncer: A cebola possui propriedades antioxidantes que evitam o desenvolvimento de células cancerígenas, segundo estudos realizados na Itália, quem consome a cebola na quantidade que equivale a até uma cebola grande por dia, tem 14% menos chances de desenvolver câncer;
  • Contra doenças: Outras substâncias encontradas na hortaliça são ótimas para evitar e combater a cárie e distúrbios gástricos, por meio da alicina, que também auxilia na redução da pressão arterial;
  • Sistema imunológico: Também contém vitamina C, que há muito tempo já é conhecido e base de vários tratamentos para gripe, além de possuir o betacaroteno, eles ajudam a fortalecer o sistema imunológico do organismo;
  • À favor do coração: As vitaminas B que existem na cebola quebram as placas de gordura que são acumuladas na artéria e ainda auxilia na redução do índice de colesterol ruim, o LDL. Sendo assim, ajuda a evitar doenças cardíacas;
  • Para viver mais: As propriedades antioxidante da quercetina, a cebola ajuda contra as ações do tempo, ou seja, retarda o envelhecimentos. A cebola roxa é a dona da maior propriedade dessas substância;

Dicas

Para que seja possível aproveitar todas os benefícios citados anteriormente, deve-se dar preferência pelo consumo cru da hortaliça, pois quando a mesma é levada ao fogo, parte das substância benéficas vão embora e o nível de consumo deve ser o equivalente a meia cebola média. Porém, cuidado para não abusar na dosagem, quando consumida em excesso ela causa problemas de gases e, no caso de mães que ainda estão amamentando, pode afetar o bebê e causar cólicas

Aos que não gostam de cebola, as cebolas  mais claras ou escuras são as mais fracas, e outra dica é consumi-la ralada, pois isso diminui o sabor e, se misturada à salsinha ou sálvia, o amargo é suavizado.